Maio amarelo

Campanha de conscientização alerta londrinenses sobre os perigos do trânsito

Heloiza Viera

Neste ano 100 pessoas morreram em Londrina vítimas de acidentes de trânsito. A maior causa das mortes foram colisões envolvendo motociclistas e atropelamentos de idosos. Para chamar a atenção da sociedade para os perigos no tráfego de veículos, a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) realiza neste mês a campanha Maio Amarelo, uma série de atividades voltadas à conscientização e prevenção de acidentes.

Com o tema: “Seja você +1 por um trânsito mais humano” a campanha é realizada em todo o país. Diretor de trânsito da CMTU, Hemerson Pacheco destaca a importância de fazer a diferença nas ruas da cidade. “Uma única vida perdida no trânsito já é motivo de grande preocupação. O trânsito é feito por todos e a mensagem principal deste ano é exatamente esta: seja você mais um”.

De acordo com o diretor, a distração e o excesso de velocidade foram os fatores que mais provocaram acidentes graves em Londrina neste ano. Por este motivo, a campanha procura alertar os condutores sobre o risco de dirigir e falar ao celular. “Existem estudos que comprovam que usar o celular na direção aumenta em 400 vezes o risco de acidentes. É como andar por 70 metros às cegas. Por isso estamos trabalhando para conscientizar condutores e pedestres a deixarem o celular de lado na hora de dirigir e andar pela rua”, orienta.

Outro ponto alto das atividades de conscientização da campanha é sobre o número de atropelamentos na cidade. Neste ano 106 acidentes foram registrados, 8 fatais. “A gente percebe que a maioria desse tipo de acidente poderia ter sido evitada. Em geral, a pessoa não procura um local adequado para atravessar, fala ao celular enquanto anda, ou seja: perdeu a noção de segurança própria em relação ao trânsito”, diz.

Outra preocupação da CMTU é com os idosos, vitimas de seis dos oito atropelamentos fatais registrados neste ano em Londrina. “Hoje essas pessoas são mais independentes, mas nós pedimos para as pessoas que possuem a tutela desses idosos, como filhos e netos, acompanharem essas pessoas na trajetória que eles costumam fazer orientando sobre os melhores locais para atravessar. Os condutores precisam ter atenção redobrada,”, alerta.

Mais multas

De acordo com o Placar do Trânsito, apenas neste ano mais de 36 mil multas foram registradas em Londrina. 24% delas a condutores que dirigiram sem cinto de segurança, 13% a quem dirigiu ao celular e 6% aos condutores que estacionaram em desacordo com a legislação. Esse tipo de infração está na mira da fiscalização da CMTU. A companhia iniciou nesta semana a instalação de radares e vídeo-vigias em 18 pontos da cidade. “Eu não acredito que a multa é o caminho para a mudança de comportamento. Mas quando não se consegue trilhar essa mudança, a multa e a perda dos pontos na carteira podem sim vir a somar para resgatar os nossos motoristas”, aponta o diretor de trânsito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s