24 horas por dia

Thiago Moreira conta, em entrevista, como é a rotina de trabalho em uma webradio

Mariana Tocci

O jornalista Thiago Moreira é uma peça importante na história da primeira emissora de rádio exclusivamente online de Londrina. Atualmente trabalhando como editor da AlmA Londrina Rádio Web, ele começou na rádio participando de um programa.

Hoje em dia, ele é um dos responsáveis pela atualização de conteúdo do site e do Facebookda emissora, além de participar de outros projetos da rádio, como o Palco AlmA Londrina. Nesta entrevista, ele conta um pouco como é a rotina de trabalho nesse novo ambiente da comunicação.

 

Você está na rádio desde o começo?

T:Estou. Eu entrei como colaborador, porque quando o Daniel(Thomas Ferreira, coordenador da rádio) colocou o site no ar, ele convidou várias pessoas de vários grupos da cidade, assim como ele continua fazendo até hoje, para criar programas na rádio. Eu vim como convidado a participar de um programa. Daí, no outro ano, ele me convidou para participar do quadro da rádio.

E eu queria que você me falasse um pouco como é a sua rotina na rádio.

T:A rádio tem caráter cultural e é uma rádio que tem streaming 24 horas. Qualquer horário que você acessar o site vai estar rolando música ou um programa drops, que são programas curtos, de dois, três, cinco minutos e um programa que entra num determinado horário, tipo três horas da tarde, quatro horas da tarde. Qualquer horário que você acessar ele tem conteúdo, então o que a gente faz, a gente tenta atualizar ele diariamente. Então, tem a parte de programa, depois a gente introduziu a parte de agenda no site. Se você acessar a agenda, vai ter uma programação, vai ver o que tá rolando dentro da programação da cidade, da região. Eu atualizo ele todo dia. Tem os dias de programa que a gente atualiza, os dias que a equipe de jornalismo manda material para colocar no site e a parte de agenda. A gente tem uma programação diária. Tem programa que vai ao ar de terça e quinta, então, na sexta são outros programas, no sábado também repete alguns… Eu entro só para dar uma atualizada no site. Eu trabalho todo dia dentro do site eno Facebook também, complementando. Tudo que eu coloco lá a gente tenta complementar jogando dentro do Facebook.

E na parte de jornalismo cultural, as matérias que o pessoal do jornalismo faz, passam para você antes de ir para o site. É isso?

T:É, tem vários processos. Eles vão lá, fazem uma reunião de pauta, definem e fazem a matéria. Aí depois que faz a matéria, eles fazem parte da gravação,e a gente coloca a matéria em forma de texto também no site. Porque se a pessoa quiser escutar, ela escuta, senão ela lê e vai ser o mesmo conteúdo. Então, tá trabalhando os dois formatos, até mais acessibilidade, porque às vezes alguém vai querer acessar ali e não vai poder escutar na hora. A galera produz com a equipe de jornalismo, manda para a parte técnica e finaliza comigo para eu colocar no texto. Eu dou uma revisada no texto ali, às vezes tem que mudar um título de manchete, uma fototambém… Às vezes, eles mandam uma foto que não cabe. O site tem um formato que a gente trabalha com três destaques na capa do site. Então, dependendo da foto, se a foto for muito grande, com nove pessoas, pode ser que as pessoas da ponta não vão aparecer. A gente procura sempre uma foto mais centralizada. Essa parte eu faço tanto na parte de jornalismo quanto de programas. Porque tem gente que só grava o programa, manda as músicas e daí eu vou lá, dou um título para o programa, escolho uma foto e crio um enredo ali, uma sinopse para o programa, como é que vai ser o programa.

 

E tem algum horário que você posta mais ou não?

T:Eu costumo atualizar de manhã, mas as coisas que eu costumo colocar são programas que vão ao ar, na maior parte, da tarde. A tarde e de noite. Então, eu trabalho de manhã, tarde e à noite também, porque às vezes, a gente tenta se organizar para não ter que colocar um programa em cima da hora. Às vezes, a pessoa se atrasa, esquece, daí a gente dá uma cobrada, daí às vezes acontece de colocar com uma hora, duas horas antes de o programa entrar no ar. Porque isso daí implica em três pessoas: eu, Daniel e o técnico que coloca no site. Porque, a rádio, para funcionar, são três partes: tem a parte bonitinha do site, [na qual] a gente coloca os textos, imagens e tem uma outra parte que é onde a gente coloca o áudio. Que é o que ninguém vê, mas ela tá ali dentro do site. Normalmente, só o Daniel e o Gustavo, o técnico, que costumam fazer essa parte. Eu não me intrometo. Então, assim, para um programa ir ao ar, a gente precisa do Daniel, ele ou o Gustavo colocam no site na parte do áudio e eu vou lá e coloco no site do programa para depois divulgar na internet. Tem programa que vai ao ar às três horas da tarde e de manhã já tá no site, já tá programado para subir na internet ali, a divulgação, tranquilo. É só quando acontece um imprevisto assim que a gente tem que ficar meio na correria de às vezes até divulgar a noite. Mas a gente faz também porque a gente gosta, então se a gente está em um evento à noite, a gente acessa o Facebook da rádio e divulga o evento que a gente tá participando, então não deixa de estar trabalhando na hora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s