Modelo gerencialista transforma universidades em empresas

14543758_1096434493797069_1508583465386653924_o

Crédito Foto: Daniel Procopio/COM

O psicólogo Roberto Heloani, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), esteve na última semana no Centro de Ciências Biológicas (CCB) da UEL para ministrar a palestra “Assédio Moral nas Relações de trabalho”. Heloani começou o evento com a exposição do regimento interno de algumas empresas, para as quais o trabalho significa a renúncia à família e à sanidade mental e a partir daí discorreu sobre como a naturalização de práticas abusivas criam um ambiente com altos índices de casos de assédio. Ele explica que algumas das empresas que possuem maiores registros de assédio no Brasil costumam classificar como simples desentendimentos casuais, atos de violência desencadeados por um longo processo de abuso, criando um ciclo no qual o problema não se resolve e tende a piorar.

No entanto, o psicólogo, que também é membro-fundador do site http://www.assediomoral.org, enfatiza que nos casos comuns de conflito, a principal intenção dos envolvidos é resolver o problema, o que não ocorre nos casos de assédio, que às vezes sequer se tornam explícitos, pois a intenção não é resolver a situação, mas humilhar o indivíduo. Segundo Heloani, ao contrário do que se pensa, os casos de assédio também são muito grandes em setores que reúnem indivíduos com elevada qualificação profissional. Isso se dá devido à lógica de competição criada pela aplicação do modelo gerencialista que transforma ambientes como universidades em empresas. Adota-se um modelo de trabalho baseado no resultado e não no processo e “na lógica de produzir mais com menos, o assédio é um instrumento”, pontua ele.

Ao fim da palestra, os espectadores foram convidados ao saguão do Anfiteatro Cyro Grossi para o lançamento do livro “Sociedade em transformação: relações entre trabalho, saúde e subjetividade”. A publicação trata das condições de saúde no trabalho a partir da reunião de artigos de 26 autores. Roberto Heloani é um dos organizadores do livro, junto às professoras Regina Márcia Brolesi de Souza e Rosângela Rocio Jarros Rodrigues, ambas do Departamento de Psicologia Social e Institucional da UEL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s