Internacionalização do ensino superior

 

Christian Silvano

Desde 2014 as universidades estaduais brasileiras estão habilitadas para o credenciamento da aplicação do teste de proficiência na língua inglesa TOEFL ITP (Test of English as a Foreign Language: Institutional Testing Program), isto é, Teste de Inglês como uma Língua Estrangeira. Anteriormente, o teste organizado pelo programa “Idioma Sem Fronteiras” (ISF), desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC), era aplicado exclusivamente nas instituições federais de ensino superior.

De acordo com a docente do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas (LEM) e ex-coordenadora do ISF na UEL, Telma Nunes Gimenez, 60, o teste foi comprado pelo governo brasileiro para efetivar as parcerias realizadas para a ampliação da internacionalização do ensino superior, principalmente no âmbito dos programas de mobilidade acadêmica como o “Ciência sem fronteiras.

Segundo Telma, o programa demonstrou aos governantes e educadores as fragilidades do sistema educacional nacional, principalmente no nível universitário, resultando na criação de cursos gratuitos presenciais ou virtuais, principalmente, de inglês para a comunidade acadêmica. “Como a proficiência dos alunos em inglês, por exemplo, era muito frágil, o governo criou esse programa (Idioma Sem Fronteiras) para poder acelerar a proficiência dos alunos”.

Bruno Henrique Barros (estagiário do Laboratório de Línguas)
Bruno Henrique Barros (estagiário do Laboratório de Línguas)

Apesar dos cortes no “Ciência sem fronteiras” o TOEFL ITP continua a ser aplicado pelo país. Na Universidade Estadual de Londrina, é realizada por meio de um projeto de extensão, atualmente coordenado pela professora Marluce Fagotti de Paiva. Em relação ao exame, segundo o site da Assessoria de Relações Internacionais da UEL (ARI), este é um dos testes de proficiências em línguas estrangeiras adotados como critério de seleção para mobilidade acadêmica e de bolsas de estudo em universidades de países como Estados Unidos.

Nas palavras da docente, a prova é autosselecionada devido ao seu caráter voluntário. “Hoje, quem faz o exame pode estar interessado em alguma instituição que aceita esse teste ou quer ter uma ideia de como está o seu inglês. Muitos fizeram o teste em função disso.” Este é o caso do estudante de Ciências Biológicas, Alex da Silva Bocaleti, 21. “Inicialmente procurei o TOEFL para saber qual era meu nível de inglês. E depois para eventuais projetos e bolsas que precisam de comprovação da proficiência”, explicou.

Apesar de bons resultados no teste em que participou, o universitário acredita que precisará estudar mais para alcançar seus objetivos estudantis. “Nos dois testes que fiz me classificaram no nível intermediário. Mas este não é um patamar satisfatório”, ressaltou.

Já para o graduando de Letras-Inglês, Bruno Henrique de Barros, 27, que estuda a língua há 17 anos, afirma que o interesse no teste serviu apenas para atualizá-lo sobre seus conhecimentos na língua. “Eu fiz o TOEFL ITP, assim que entrei no curso. Pois, queria testar meu conhecimento no idioma”. Bruno é atualmente é estagiário do Laboratório de Línguas situado no Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH).

Bons resultados

Em maio de 2016 foi divulgado o melhor resultado da Universidade Estadual de Londrina (UEL) no exame desde que o teste passou a ser aplicado na universidade. Segundo o “Idioma Sem Fronteiras” (ISF), os alunos de graduação e pós­graduação obtiveram desempenho parcial superior às médias das demais universidades públicas da região sul do país.

Entre os 441 alunos que participaram do teste, 322 atingiram os níveis B1 e B2 (níveis intermediários) e 21 alunos alcançaram a nota máxima do exame, C1, que indica um alto nível de conhecimento da língua inglesa. “Esse é um teste que capta a proficiência em um nível pré­intermediário, intermediário e começo de avançado”, lembra a professora Telma.

Telma Nunes Gimenez (Assessora de Relações Internacionais)
Telma Nunes Gimenez (Assessora de Relações Internacionais)

Na categoria B1, a UEL teve aproximadamente 40% de seus alunos aprovados em relação aos 32,8% da média nacional, e dos 34% das instituições sulistas. No nível seguinte, a universidade atingiu o valor de 33,2% contra 19,3% nacional e 22,9%, sul. Nos testes avançados, a universidade alcançou a média de 4,8%, acima dos 3,1% nacionais e 4,3% do sul.

Apesar de destacar que os resultados poderiam ser melhores devido à ausência de candidatos, cerca de 40%, ela avaliou o resultado como satisfatório e de fácil compreensão, pois os participantes são voluntários e o teste é complexo, criando uma autosseleção entre os candidatos. “Isso justifica um pouco o resultado, porque você só vai fazer se tiver confiança no seu inglês”, explicou. No entanto ela ressalta os benefícios do bom resultado para a instituição. “Temos um diagnóstico da comunidade; de como está o inglês da comunidade acadêmica, isso nos dá possibilidades de tanto mandar alunos para fora quanto receber estrangeiros”, concluiu a docente.

Novos testes e vagas

Para os alunos que possuem interesse em participar do TOEFL, atualmente são ofertadas 120 vagas por sábado para graduandos e pós-graduandos. Os candidatos podem se inscrever gratuitamente pelo site http://isfaluno.mec.gov.br/index/acesso. Atualmente a coordenadoria espera o aval do Ministério da Educação (MEC) e do programa “Idioma sem Fronteiras” para se manifestar sobre o calendário de 2017.

Informações e Ferramentas

Laboratório de Línguas/LEM­IRCH.

Local: Sala 184 ­ 2º piso do IRCH.

Telefone: (43) 3371­4296

E­mail: labling@uel.br

Endereço(s) Eletrônico(s): http://www.uel.br/cch/lablinguas/;

https://www.facebook.com/lab.linguas

 

Assessoria de Relações Internacionais – ARI

Local: Ao lado da Agência do Banco Itaú S.A. ­ Campus

Telefone(s): 3371­4188 e 3371­4928

E­mail: uelari@uel.br

Endereço(s) Eletrônico(s): http://www.uel.br/ari/;

www.facebook.com/isfuel/

 

Idiomas Sem Fronteiras – Inglês

Endereço Eletrônico: http://isf.mec.gov.br/ingles/pt­br/


My English Online – MEC (aulas gratuitas)

Endereço Eletrônico: http://www.myenglishonline.com.br/


Programa Paraná Fala Inglês

Endereço Eletrônico: http://www.seti.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=275

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s