Circulasons traz a Londrina uma série de shows de músicos brasileiros

Texto, foto, áudio e vídeo: Matheus Zampieri

 

Foto 2

A idealização do Circulasons é da musicista Janete El Haouli

 

O projeto Circulasons, que teve início no dia 19 de setembro, tem como objetivos trazer para Londrina músicos e artistas brasileiros de renome internacional e oferecer para a população uma série de shows, concertos, oficinas, lançamentos de livros e palestras.

O projeto tem agenda confirmada até dezembro. Dentre os artistas que já se apresentaram estão as cantoras Lívia Nestrovski e Ná Ozzetti, o guitarrista Fred Ferreira e o pianista Zé Miguel Wisnik. No mês de outubro, apresentarão-se a cantora e violonista Badi Assad e o percussionista Claudinho Santana. Em novembro, será a vez do grupo Mawaca se apresentar. E, por fim, em dezembro, ocorrerão os shows do Duo Gisbranco (composto pelas pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco) e do cantor e multi-instrumentista Egberto Gismonti.

 

 

A idealizadora do Circulasons é a musicista e produtora cultural Janete El Haouli, que trabalhou durante 30 anos no Departamento de Música e Teatro da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e que chegou a dirigir a Rádio UEL FM, de 2001 a 2005, e a Casa de Cultura da UEL, de 2007 a 2011. Hoje, Janete dirige a TOCA: arte ação criação, local que reúne todo o seu acervo e pesquisa sobre música e arte.

 

 

O Circulasons, assim como vários outros projetos, contou com o apoio da Casa de Cultura da UEL. Maria Helena Ribeiro Bueno, diretora da Casa de Cultura, explicou sobre a importância do órgão para o gerenciamento de eventos culturais em Londrina: “A agenda da Casa de Cultura é enorme, porque nós centralizamos quatro divisões: música, artes cênicas, artes plásticas e cinema e vídeo, além de gerenciar a agenda do Teatro Ouro Verde. Além dos nossos próprios projetos, temos parcerias para a realização de eventos culturais nos nossos espaços e fora deles. A Casa de Cultura, além de ser responsável pelas próprias atividades, é parceira nos mais importantes acontecimentos culturais que ocorrem em Londrina”, completou.

 

LEIA MAIS

Bailarinos da Funcart relatam por que ‘vivem a dança’

Na preservação do antigo, museus contam dias futuros

Polêmica: videogames violentos são indutores de agressividade?

Projeto de contação de histórias faz crianças retomarem gosto pela leitura

Terror nacional ganha força com nova geração de cineastas

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s