Projeto de futsal na UEL transforma vidas de crianças e adultos

Texto e áudios: Leonardo Pedroso

 

FOTO1

Os alunos do projeto aprendem técnicas de futsal gratuitamente e os destaque são indicados para time profissional da cidade (Crédito: Daniel Procopio)

 

Iniciar crianças no futebol de salão gratuitamente, exportar jogadores para competições e capacitar treinadores. Estes são os objetivos do programa Formação Esportiva de Jovens Atletas de Futsal, projeto de extensão do Departamento de Ciências do Esporte do Centro de Educação Física e Esporte (Cefe) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Coordenado pelo professor Wilton Santana, o projeto atende crianças de seis a 11 anos e oferta um campo de observação prática e pedagógica para estudantes do Cefe.

Em funcionamento desde 2013, o projeto atende em média 80 crianças por ano. Oriundas do Colégio de Aplicação da UEL, elas treinam de segunda a quinta-feira nas quadras do Cefe. Em 2018, o projeto passou por reformulação e agora conta com parceria do Londrina Futsal Clube, que oferece continuidade no treinamento para jogadores a partir dos 12 anos de idade no Iate Clube de Londrina.

 

FOTO2

Coordenador do projeto da UEL desde 2013, Wilton Santana ainda integrou a equipe técnica do Londrina Futsal Clube (Crédito: Daniel Procopio)

 

A parceria serviu como o primeiro passo para realizar o sonho de oito alunos do projeto, que atualmente treinam no ramo competitivo do futsal pelo Londrina Futsal Clube. “A parceria com o Iate é importante para a formação profissional dos jogadores caso eles queiram seguir esse caminho”, complementa Santana.

 

 

Além de iniciar crianças no futsal e selecionar talentos, o projeto complementou a formação de estudantes de graduação. Ao longo dos cinco anos de formação, cerca de 60 alunos dos cursos de esporte e educação física da UEL colaboraram com o projeto. “O que eles ouviam na sala de aula conseguiam aplicar na prática em um campo de pesquisa”, destaca o coordenador do projeto.

Rafael Rodrigues foi um dos colaboradores do projeto. Formado em esporte pela UEL, o profissional fez parte das atividades do programa entre 2013 e 2017. Com o sonho de ser treinador profissional, Rodrigues viu na iniciativa uma oportunidade de ganhar experiência na área. “Toda a experiência que tenho até o momento foi possibilitada pelo projeto.”

 

 

A participação no projeto também proporcionou a Rafael uma oportunidade profissional. Destacando-se na direção dos times, o estudante foi indicado pelo coordenador a uma vaga de treinador na equipe do Londrina Futsal Clube. Atualmente, ele é um dos treinadores das categorias sub-7 e sub-11 da equipe e reconhece a importância do projeto da UEL na sua carreira. “Eu consigo ver como os conteúdos podem ser aplicados no dia-a-dia.”

 

 

LEIA MAIS

Torcedores contam como se apaixonaram pelo LEC

Nafi oferece atividades físicas com preços acessíveis

Lugar de mulher é em qualquer lugar, inclusive no futebol

Invisibilizado, futebol feminino fica de escanteio no Brasil

Foco e dedicação: futsal desenvolve a moçada dentro e fora das quadras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s