Primos da Cida: 21 anos de trajetória na música

Texto, foto, áudio e vídeos: Renata Sartori

 

Foi no Carnaval de 1997 que os amigos de escola Alexandre Ceribelli e João Vidotti se reencontraram em uma festa. Ambos alimentavam a vontade de ter uma banda e aquele foi o pontapé para o surgimento do Primos da Cida, que, com 21 anos de trajetória, acumula uma rica história e o reconhecimento no cenário musical na região de Londrina.

 

FOTO 1

Alê (à esquerda) e Jones (à direita) fundaram o Primos da Cida em 1997

 

Ao longo dos anos, vários membros passaram pela banda, mas os fundadores Alê (guitarra) e Jones (vocal) – como eles mesmos se chamam – se mantiveram. “O Primos da Cida começou como um grupo de amigos que queria tocar e essa é a peculiaridade maior, porque não fomos pegar o baterista tal e o guitarrista tal pela habilidade e gosto musical. Fomos nos encontrando como músicos ali dentro”, explicou Jones.

A banda tem uma vasta lista de influências musicais nacionais e internacionais, em especial das décadas de 1980 e 1990, como eles detalharam.

 

 

Bem no início, o Primos da Cida chegou perto de conseguir um contrato com uma grande gravadora. “Em 1998, quando gravamos nosso primeiro CD demo, através de um contato com um divulgador regional, o CD chegou ao presidente de uma gravadora, que mandou uma carta para a gente, nos dando um feedback”, contou Alê. Atualmente, os próprios membros assumiram as funções de organização e produção da banda, algo que se tornou possível a partir da internet. “A tecnologia evoluiu muito e possibilitou que a forma independente de fazer música também se desenvolvesse”, afirmou Jones. “Se em 2004 existissem todas as redes sociais de hoje, o que seria o Primos da Cida? Talvez tivéssemos estourado no Brasil”, refletiu Alê.

Com o passar dos anos, eles viveram um período de transformação e reconfiguração da música como negócio. “Hoje ninguém depende mais de gravadoras, na época em que a gente começou era exatamente o oposto disso, o essencial era ter um contrato”, relatou Alê. Para Jones, a música atual segue a tendência do empreendedorismo, experiência que o Primos da Cida viveu na prática.

 

 

O autêntico nome da banda surgiu de forma curiosa e, apesar de tanto tempo, ainda gera curiosidade, como contaram o vocalista e o guitarrista.

 

 

Mesmo depois de tantos anos, a banda continua sendo uma grande realização pessoal para os dois. “Primos da Cida representa quem nós somos, não é algo que a gente tem”, resumiu Jones. “A banda moldou nossas vidas”, declarou o guitarrista.

 

Acompanhe a banda e sua agenda pelo Facebook.

 

LEIA MAIS

Músicos londrinenses a caminho do sucesso

Um é bravo, eles são Bravi – uma academia orquestral

Batalha da Independência fortalece rap e hip hop em Rolândia

Independentes de um dom natural, aulas de canto são para todos

Circulasons traz a Londrina uma série de shows de músicos brasileiros

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s