Livrarias se reinventam e viram espaço de encontro

Texto e áudio: Gabriella Mendes

 

As dificuldades no setor de varejo e em especial no setor editorial não são novidades nas manchetes. Mas é a partir deste momento de instabilidade que as livrarias estão se reinventando e colocando novos significados nas lojas físicas e online. A coordenadora da Livraria da Vila em Londrina, Bárbara Lazari, comenta que ações de lançamentos de livros e encontros para leitura são bem-vindos para atrair e fidelizar um público consumidor.

Bárbara afirma que o poder transformador da leitura é acessível a crianças e idosos e não tem classe econômica, já que as lojas e as editoras oferecem os mais variados tipos de preços e temáticas. “O livro é um mundo de possibilidades”, comenta a coordenadora. Em mais de dez anos de trabalho na rede de livrarias, Bárbara conta que o incentivo à leitura é muito influenciado pelas famílias. Porém, o hábito pode ser instigado com um simples passeio ou evento.

Jéssica Mendes é consultora de marketing e foi convidada para um desses encontros para debater temáticas relevantes do mercado. O atrativo é a proximidade do público com a palestrante e a troca de experiências entre os presentes. A consultora acredita que essas atividades “dão um novo significado para esse ambiente, que era conhecido por ser um lugar de silêncio absoluto e menos descontração, mas as pessoas não querem só comprar, elas querem viver experiências incríveis, e se a livraria abre espaço para que isso aconteça, com certeza é mais fácil criar novas conexões afetivas com essas pessoas”. Na maioria, os bate-papos são organizados pelas redes sociais, são abertos ao público e gratuitos.

 

foto1

Jéssica no evento Marketing na Vila, para falar de Google Adwords e estratégias de marketing

 

Outro tipo de evento são as oficinas de leituras para crianças e adolescentes. A ideia é incentivar o imaginário e trazer uma atividade lúdica para o hábito da leitura com a presença de atores e personagens. Bárbara Lazari enxerga nas crianças uma oportunidade de reverter o cenário de instabilidade, a fim de naturalizar o livro como um hobby.

 

 

Enquanto essa criança não vira um adulto que valoriza o ato da leitura, a Associação Nacional de Livrarias (ANL) e as livrarias Leitura, Cultura, da Vila, Curitiba e Saraiva criaram o movimento #VemPraLivraria. O objetivo é mostrar que o livro vai além daquele trabalho de faculdade ou de uma tarefa da escola. É uma oportunidade de acessar um novo conhecimento. Ou como definiu a coordenadora Bárbara, “o legado do livro é imortal, porque tem a capacidade de transformação”.

 

LEIA MAIS

Projeto de contação de histórias faz crianças retomarem gosto pela leitura

Projeto debate obras literárias do vestibular da UEL

Estudantes cegos se esforçam para acompanhar as aulas usando o braile

Escola de Londrina incentiva a iniciação científica entre jovens

Disque-gramática da UEL tira dúvidas sobre a língua portuguesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s