Núcleo Ás de Paus realiza turnê no interior mineiro

Texto, foto, áudios e vídeos: Natália Perezin

 

A Fome, filha da Miséria,  afasta-se da mãe e percorre o mundo. A mãe, desolada, faz um acordo com a Morte: ela só vai embora quando reencontrar a filha. Assim, as duas podem ir embora desse mundo, que nunca as quis.

É com essa história que o Núcleo Ás de Paus – companhia de teatro de Londrina em que os atores utilizam pernas de pau durante as apresentações – pretende propor reflexões ao público. Por que a fome se espalhou pelo mundo? Alguém pode detê-la? Por que a miséria existe? O espetáculo “A Pereira da Tia Miséria” personifica circunstâncias que causam sofrimento, mas que são inevitáveis na vida humana.

O grupo vai realizar uma turnê pelo interior de Minas Gerais. Tiradentes, Varginha e Mariana são as cidades por aonde vão passar. As apresentações começaram no dia 25 de maio e vão até 4 de junho. Esta não é a primeira vez que o Ás de Paus se apresenta fora de Londrina, mas o grupo estreia no interior mineiro. Apesar disso, a grande novidade da turnê não é conhecer novas cidades: pela primeira vez, durante o espetáculo, eles contarão com um intérprete de libras para deficientes auditivos e visita tátil para deficientes visuais. A acessibilidade é uma exigência do edital da lei de incentivo federal em que o projeto foi aprovado.

 

FOTO 1 - GRUPO

Da esquerda para a direita, os atores Thunay Tartari, Luan Valero, Camila Feoli, Rogério Costa, Luana Rodrigues, André Demarchi e Adalberto Pereira

 

Luana Rodrigues participa do grupo como atriz desde 2018. Ela explica sobre a acessibilidade do espetáculo e relata uma experiência de quando o Ás de Paus realizou um treinamento com o CAP (Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual) de Londrina.

 

 

De acordo com Adalberto Severiano, ator e um dos fundadores do núcleo, a intenção é apresentar “A Pereira da Tia Miséria” no maior número de lugares possível. Além disso, o grupo pretende usar esses meios de acessibilidade em um espetáculo em Londrina, ainda neste ano.

“A Pereira da Tia Miséria” apresenta muitas questões a respeito das dificuldades do mundo. Luana conta como se sente em relação à história.

 

 

Como é fazer teatro em Londrina?

Rogério Costa é ator e um dos fundadores do Ás de Paus. Nessa turnê, vai atuar como produtor e não entra em cena devido a um problema de saúde. Ele discute o fato de Londrina ser um campo fértil para a produção cultural e, em especial, para o teatro.

 

 

Memórias registradas

O Ás de Paus completou dez anos de atividade em 2018. Para celebrar, um livro sobre a história do grupo está em processo de escrita.

 

 

LEIA MAIS

A música instrumental sob a ótica de quem a faz

Oficina de Choro “abre a roda” para novos músicos

Conheça o trap, o estilo de vida de uma geração

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s