A prática do vegetarianismo cresce a cada dia no Brasil

Texto, fotos, áudios e vídeo: Milena Reis

 

O vegetarianismo e o veganismo vêm cada vez mais ganhando espaço nos lares brasileiros. Uma pesquisa do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), realizada em abril de 2018, descobriu que cerca de 30 milhões de brasileiros – ou 14% da população – são adeptos a uma alimentação que exclui carne do cardápio. Nas regiões metropolitanas, em 2012, 8% das pessoas já eram adeptas à prática.
O vegetarianismo é o regime alimentar que exclui todos os tipos de carnes. Dentro do vegetarianismo, existem quatro classificações: o ovolactovegetarianismo, que consome ovos, leites e laticínios; o lactovegetarianismo, que consome leite e derivados; o ovovegetarianismo, que consome ovos e o vegetarianismo estrito, que exclui todos os alimentos de origem animal.
O veganismo é um modo de viver abolicionista, que elimina todas as formas de exploração e crueldade contra os animais – seja na alimentação, no vestuário ou até em outras esferas do consumo, como os cosméticos. A cozinheira Nicole Khouri, do Instagram de receitas Comida de Gente, explica a diferença entre veganismo e vegetarianismo estrito.

 

 

A pesquisa do Ibope realizada em 2018 revelou também o interesse de mais da metade dos entrevistados (55%) por produtos veganos. Paula Teodoro produz cosméticos naturais de higiene e cuidado pessoal e tem como prioridade trabalhar com produtos sustentáveis que não agridam a natureza e a vida animal.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cosméticos veganos

 

O veganismo é também uma forma de militância e de manifestação política. Não se consome marcas que, mesmo tendo o produto sem origem animal, participam de alguma forma de exploração ou promovem eventos, como rodeios. Muitas marcas dizem produzir produtos veganos, mas, ao se pesquisar, acaba-se descobrindo que, de alguma forma, existiu exploração ou testes em animais.
Guilherme Lima é cozinheiro vegano e posta receitas veganas no seu perfil do Instagram, com o user @veggui, e mostra que é possível comer bem sem explorar os animais. Para ele, o veganismo faz repensar sobre os maus tratos aos animais, sobre como a indústria destrói o meio ambiente e promove a dor aos animais.

 

 

LEIA MAIS

Bicicleta: um meio de transporte ecológico e econômico

Marmita volta com tudo à rotina dos brasileiros

Mês sagrado islâmico une religiosos em Londrina

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s